31 de ago de 2012

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004)

E se você pudesse esquecer seus vãos amores? E se isso fosse um serviço, vendido como outro qualquer, como um benefício à saúde pública? Como você seria? Isso e muito mais você vê em "Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças" (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, em inglês), do diretor Michel Gondry.

Quando crescer quero ser Jim Carrey. Ele é um dos caras que olho e penso: "não é desse mundo"... 
Comecei a perceber que bons atores de comédia (aqueles que se manifestam melhor através da face, das expressões) tem uma facilidade maior para se desdobrar também no drama. Talvez por isso sejam ainda mais tristes (Chaplin que o diga). A forma como são desenvolvidos os diálogos, as cenas de clima frio, horas cheias, horas vazias de emoção, imperam nesse filme, de certa forma melancólico. Não menos bonito, a propósito. Lindo, aliás. Fazem ainda parte do elenco Kate Winslet e Tom Wilkinson. A trilha é também um espetáculo à parte, John Brion fez um trabalho primoroso. Recomendo muito o "Main Title". Outro que brilha é Beck com "Everybody Gotta Learn Sometime".
Este não é um filme para filosofia enquanto se assiste. A reflexão vem após. Tá na minha inexistente lista dos 5 melhores também.
Deixo aqui o trailer oficial, em inglês:


• Título Original: Eternal Sunshine of the Spotless Mind
• Diretor(a): Michel Gondry
• Gênero: Drama, Romance

Nenhum comentário:

Postar um comentário